Meu carrinho

Fechar
Lactase - Intolerância A Lactose - 500Mg / 60 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação
Lactase - Intolerância A Lactose - 200Mg / 60 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação
Lactase - Intolerância A Lactose - 200Mg / 120 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação
Lactase - Intolerância A Lactose - 500Mg / 120 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação
Lactase - Intolerância A Lactose - 200Mg / 180 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação
Lactase - Intolerância A Lactose - 500Mg / 180 Cápsulas - Nutracêutico Suplemento Botica Real - Farmácia De Manipulação

Lactase - Intolerância a Lactose

R$ 35,00

Dosagem
Frasco com

LACTASE (INTOLERÂNCIA A LACTOSE)

A lactase é uma enzima essencial para o nosso organismo responsável pela hidrólise da lactose, ou seja, quebra a lactose encontrada em leite e seus derivados em galactose e glucose. Algumas pessoas apresentam uma deficiência na produção dessa enzima, o que as levam a desenvolver um quadro de intolerância à lactose.

A SUPLEMENTAÇÃO DE LACTASE

Como nem todos os indivíduos são capazes de produzir lactase de maneira adequada existe a possibilidade de se realizar a suplementação dessa enzima. A suplementação de lactase não faz com que a pessoa reverta o quadro de intolerância à lactose, mas sim com que o organismo consiga digerir o açúcar do leite, de modo a evitar os indesejáveis sintomas.

OS INTOLERANTES A LACTOSE PODEM FAZER A SUPLEMENTAÇÃO DE LACTASE?

Esta enzima não causa nenhum efeito adverso e podem ser consumida por qualquer um que sofra de intolerância a lactose, mas recomenda-se procurar orientação médica antes do uso da suplementação.

TIPOS DE INTOLERÂNCIA À LACTOSE:

Com base em pesquisas realizadas, aproximadamente 70% dos brasileiros apresentam algum grau de intolerância à lactose, podendo ser leve, moderada ou grave. Os tipos de intolerância a lactose são:

DEFICIÊNCIA CONGÊNITA: é um problema genético, ou seja, a pessoa já nasce com essa condição. É a intolerância a lactose mais rara;

DEFICIÊNCIA PRIMÁRIA: na deficiência primária ocorre uma diminuição natural e progressiva na produção de lactase. Geralmente ocorre a partir da adolescência até o fim da vida. É o tipo de intolerância à lactose mais comum;

DEFICIÊNCIA SECUNDÁRIA: nos casos de deficiência secundária, a intolerância à lactose ocorre quando a lactase é afetada por doenças intestinais como, por exemplo, diarreias, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença celíaca entre outros. Neste caso, a intolerância à lactose pode ser temporária.

OBSERVAÇÕES:

A intolerância à lactose não é uma doença, mas sim uma carência do organismo que pode ser tratada a partir da alimentação e medicamentos. O mais indicado no caso de intolerância á lactose é a diminuição do consumo de leite e seus derivados para promover o alívio dos sintomas.

Após essa eliminação, é importante que esses alimentos sejam reintroduzidos aos poucos para que se possa identificar a quantidade que o corpo suporta sem que os sintomas se manifestem. Claro, todo esse processo deve ser acompanhado por um médico.

Além desse controle na alimentação, os pacientes também podem recorrer a suplementação de Lactase.

Recomendações de uso: Tomar 1 Cápsula Antes Da Ingestão De Alimentos Lácteos.

 

Você também viu